Geração mercado mobile, o novo modelo de negócios

Para as empresas que desejam crescer, o mercado mobile é uma boa oportunidade. Deste modo, é fundamental que o profissional esteja preparado para diversos tipos de sistemas profissionais.

Apesar de não ser uma área nova no Brasil, nos últimos dez anos, esse mercado vem se desenvolvendo devido ao aumento dos smartphones e aplicativos. Diante disso, muitos empreendedores têm encontrado na mobilidade, a oportunidade de garantir o crescimento profissional.

Conforme alguns levantamentos, no Brasil, o setor cresceu de 53%, em 2013, para 90%, em 2015, conforme a Sociomantic, empresa alemã de soluções de mídia programática.

Outro fator que chama a atenção é que 79% do tráfego da internet ocorre nos dispositivos móveis. O valor gasto no “m-commerce” cresceu de R$ 13.2 bilhões, em 2014, para R$ 27.3 bilhões, em 2015.

Diante disso, é possível entender como o consumidor se tornou mobile. Deste modo, as marcas precisam acompanhar esta mudança se desejam estar conectadas com este tipo de mercado.

Para entrar nesse meio competitivo, é preciso investir no marketing mobile. Por isso, é preciso observar que o consumidor tem a resposta em relação aos lançamentos de forma muito mais rápida. Graças as ações via mobile, é possível conquistar esse público e ainda ter informações de como agir no meio.

Leia também: Entenda como o CRM é fundamental na relação com o cliente.

Para aqueles que ainda apresentam algumas dúvidas, veja alguns motivos para investir no mercado mobile:

Custos menores

Quando é feita uma comparação com investimento e retorno, é notório que ocorre a redução de custos. Isto acontece, pois, se levarmos em consideração outros meios de marketing ou canais de divulgação, o investimento é muito menor, já que é utilizado apenas um aplicativo para a empresa, enquanto, para outros canais, são necessárias outras ferramentas.

Maior acesso

Conforme dados apresentados acima, é notório como as compras de smartphones estão crescendo. Como consequência, o acesso por dispositivo móvel está superando o computador de mesa. Inclusive, em alguns estados, esses números já foram superados e, conforme previsão, é possível que até 2018, o acesso pelo celular seja até 11 vezes maior.

Melhor experiência

O uso do aplicativo permite facilitar a vida do consumidor. Por meio da ferramenta, o cliente pode comprar, ver ofertas, conferir notícias, e até mesmo fazer check-in no estabelecimento. Com o sufoco do dia a dia, é natural que os aplicativos ofereçam um maior engajamento.

Em todo caso, o website e o “m site” precisam manter a qualidade, pois, caso o usuário observe algum problema na navegação da plataforma, é possível que ele não faça uma nova compra mobile.

É comum que muitos usuários troquem o desktop pelo smartphone. Portanto, é importante que as empresas de e-commerce invistam em sites, além de adaptar a linguagem dos dispositivos móveis. Para dar certo, é preciso que as lojas virtuais sejam de sites responsivos.

Um site responsivo apresenta todos os itens reduzidos e isto facilita o acesso. Aliado a isso, é necessário fazer um conteúdo de marketing específico para o segmento.

Investir em ações que prendam o usuário, como a gamificação, ou uso de aplicativos integrados, com ações em canais sociais, pode fazer com que o consumir concretize a compra via mobile.

Aplicativos também são ferramentas de diversão

Os aplicativos, além de serem úteis, também proporcionam diversão. Em algum momento do dia, é natural passar o tempo em um jogo, já que ele também funciona como ferramenta de entretenimento. Isso pode ser utilizado em seus negócios já que, inserindo entretenimento, torna-se mais fácil a conquista de seus usuários.

O app também pode funcionar em outros aspectos, como: trazer visibilidade e criar um relacionamento com o cliente, além de aumentar os seus canais de venda. Tudo isto de modo fácil e rápido.

Leia também: Como vender mais e de forma simples?

Como consequência, o mercado mobile é crescente e deve estar entre o seu planejamento de negócios, principalmente, para as empresas que tem uma visão de e-commerce no futuro.